Reservas de férias em plataformas online?

Sim, e a tendência é para aumentar! De acordo com as últimas estatísticas, cerca de 22% dos consumidores nacionais decidem os locais e fazem reservas para as férias de verão através de plataformas digitais. Esta é uma percentagem que aumenta para 51% no caso dos que optam por férias no estrangeiro.

Através de estudos realizados recentemente, verificou-se que os principais destinos de eleição, para o período entre 15 de junho e 15 de setembro de 2018, são Ponta Delgada, Paris e Funchal.

Em 2018 continua a existir uma tendência para o “vá para fora cá dentro“, uma vez que três dos dez destinos mais reservados para as férias de verão de 2018 estão em Portugal, mais precisamente nas ilhas dos Açores e da Madeira.

Relativamente aos destinos internacionais, Paris, Barcelona, Londres, Roma, Amesterdão, Nova Iorque e Milão foram as principais cidades eleitas.

Os métodos tradicionais para as reservas de férias, como o caso das agências de viagens, têm perdido força. Se, em 2017, 20% dos portugueses utilizavam as agências de viagens para marcar as suas férias, este ano, apenas 10% recorrem a esta opção como alternativa, com a exceção do planeamento de viagens internacionais, neste caso os portugueses são ainda bastante tradicionais, optando pelas agências na maioria das vezes.

São já cerca de 15% as reservas online efetuadas em plataformas digitais, tais como, Momondo, Booking, Airbnb, Homeway, entre outros.

Estamos na era digital e praticamente todos os setores de atividade sentem a necessidade de acompanhar as tendências de compra dos consumidores,  neste caso, o turismo não é exceção!

Ter uma estratégia bem definida para a gestão de Redes Sociais é imprescindível para potenciar um negócio. Para mais informações: www.ebs.pt